Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008
Dois pontos perdidos em Paços de Ferreira.


 

CRÓNICA:

O Sporting lutou bastante, controlou, mas encontrou pela frente uma equipa muito inspirada defensivamente.

Num terreno de reconhecidas dificuldades, o Sporting não conseguiu conquistar os três pontos pelos quais tanto lutou. Os "leões" fizeram uma primeira parte interessante, com Paulo Bento a apresentar um "onze" diferente daquele que utilizou no encontro frente ao Shakthar, para a "Champions".

Leandro Grimi regressou à titularidade, juntando-se a Abel, Tonel e Polga na defesa. Na frente de ataque, Hélder Postiga actuou ao lado de Liedson e, no meio-campo, Paulo Bento manteve o losango formado por Rochemback, Moutinho, Izmailov e Romagnoli.

Na primeira parte poder-se-á dizer que o ritmo do jogo foi bastante intenso, apesar da partida ter sido, essencialmente, disputada na zona intermediária. Hélder Postiga e Liedson tiveram, cada um deles, duas claras oportunidades de marcar, mas encontraram pela frente Cássio numa noite de forte inspiração, negando as intenções aos «leões». No segundo tempo, ambos os treinadores fizeram alterações: Paulo Bento fez sair Romagnoli e entrar Pereirinha, mantendo o losango. Por parte do Paços, Paulo Sérgio fez sair Edson e entrar Leandro Tatu.

O Sporting continuava a controlar o jogo, trocando a bola, procurando profundidade e empenhado em impedir que o Paços conseguisse surpreender em jogadas de contra-ataque. No entanto, se por um lado o Sporting mostrava enorme eficácia defensiva, por outro continuava a ter dificuldades no último terço do terreno.

Aos 71 minutos, o técnico «leonino» teve mais uma "dor de cabeça" para resolver. Tonel lesionou-se no pé esquerdo e não conseguiu prosseguir. Entrou, e muito bem, para o seu lugar Daniel Carriço. No mesmo minuto (72) Paulo Bento, numa clara intenção de levar a sua equipa à vitória, trocou o defesa Abel pelo avançado Derlei, mas a defesa pacense, a muito custo, foi impedindo o golo que daria a merecida vitória aos «leões».

 

In: Sporting.pt

 

FICHA DE JOGO:

Paços de Ferreira: Cássio; Ricardo, Kiko, Kelly e Ozéia; Rui Miguel (Pedrinha, 79 m), Filipe Anunciação e Paulo Sousa; Edson (Leandro Tatu, 46 m), William e Cristiano (Chico Silva, 84 m).
Treinador: Paulo Sérgio.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Paulo Sousa (66 m).

Sporting: Rui Patrício; Abel (Derlei, 71 m), Tonel (Daniel Carriço, 71 m), Polga e Grimi; João Moutinho, Rochemback, Romagnoli (Pereirinha, 46 m) e Izmailov; Liedson e Hélder Postiga.
Treinador: Paulo Bento.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para João Moutinho (42 m) e Tonel (62 m).

 

AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:

 

• Faltou-lhe capacidade física num jogo de muita luta a meio-campo. Passou ao lado do jogo e saiu ao intervalo. - In O Jogo

 

• Escondido. O argentino nunca se soltou e disso muito se ressentiu o conjunto. Era ele que tinha que pegar no jogo, mas deixou-se contagiar pela febre amarela. O Paços adoptou uma estratégia de contenção e o médio perdeu-se entre as mil pernas da Mata Real. Paulo Bento não estava satisfeito, havia que mudar e Romagnoli foi o primeiro a ser preterido. Claro.  - In A Bola

 

• Na Ucrânia parecia que estava gelado. Mas não, está é mesmo fora de forma. Foi engolido pelo jogo demasiado físico para um peso-pluma. Saiu ao intervalo, após exibição fraca, porque era hora de dar ânimo e velocidade à equipa. - In Record

 



publicado por Filipa às 22:20
link do post | comentar | favorito