Domingo, 21 de Setembro de 2008
Sporting vence Belenenses e assume liderança.



CRÓNICA:
O Sporting assumiu a liderança da Liga Sagres, vencendo o Belenenses em Alvalade por 2-0, com golos de Hélder Postiga e Romagnoli, este na transformação de uma grande penalidade. Nos «leões», uma novidade no onze em relação à equipa que jogou em Barcelona, com Hélder Postiga a surgir ao lado de Yannick Djaló, em virtude da lesão de Derlei. No Belenenses, Casemiro Mior apresentou uma estrutura defensiva com três centrais - Carciano, Alex von Shwedler e Matheus - e um meio campo muito povoado, tentando retirar capacidade de organização à zona intermediária dos «leões». No entanto, os desdobramentos entre Rochemback, Romagnoli e Izmailov – um dos mais activos na primeira parte até à lesão – apoiados na direita por Abel, iam dando sinal mais ao Sporting, até porque na frente, Postiga foi sempre uma dor de cabeça para os centrais do Restelo. O Sporting tentou chegar cedo à vantagem, mas entre o deslumbramento de Postiga – na primeira situação isolou-se mas atirou por cima da barra após excelente abertura de Rochemback – e a direcção errada nos remates de Izmailov e Polga, a formação azul lá foi conseguindo adiar o golo adversário. No entanto, ao minuto 33, Postiga foi mais rápido do que toda gente e agradeceu o passe de Djaló para abrir o activo em Alvalade, fazendo assim o seu segundo golo com a camisola verde e branca. Aliás, Postiga foi mesmo a figura do encontro com o Belenenses, mas já lá vamos.

A emoção viria a tomar conta de Alvalade ainda na primeira parte, quando Vukcevic foi chamado para o aquecimento, em virtude da lesão de Izmailov. O montenegrino entrou bem no jogo, ajudando o Sporting a guardar a bola, mas a tarefa dos «leões» ficou bem mais facilitada, logo no recomeço da partida. Novamente Postiga em foco, a ganhar um penalty a Maycon, que Romagnoli transformou em golo e teve o condão de serenar o colectivo. A perder por 2-0, o Belenenses tentou reduzir, apesar da pouca clarividência no último terço do terreno, mas Patrício não deixou que Silas e Mano recolocassem os azuis na discussão do resultado. Os «leões» embalaram para uma boa exibição, sempre com Postiga e Yannick Djaló em tom ameaçador para a baliza de Júlio César e podiam ter conseguido um resultado mais expressivo. Vitória justa do Sporting que coloca os «leões» na frente do campeonato antes do derby da próxima jornada.

 

 In: Sporting.pt


FICHA DE JOGO:

Sporting: Rui Patrício; Abel, Polga, Tonel, Caneira, João Moutinho, Rochemback (Miguel Veloso, 60 m), Romagnoli (Pereirinha, 81 m), Izmailov (Vukcevic, 45 m), Yannick Djaló e Postiga.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Ricardo Batista, Pedro Silva, Ronny e Tiuí.
Disciplina: Cartão amarelo para Hélder Postiga (14 m) e Miguel Veloso (88 m).
Golos: Hélder Postiga (33 m) e Romagnoli (49 m, g.p.).

Belenenses: Júlio César; Carciano, Alex, Matheus, Mano, Gabriel Gómez, Silas, Zé Pedro, Maykon (Vanderlei, 77 m), Wender (João Paulo, 79 m) e Porta (Roncatto, 70 m).
Treinador: Casemiro Mior.
Suplentes não utilizados: Costinha, Edimilson, Vinícius e Júnior Negão.
Disciplina: Cartão amarelo para Mano (39 m) e Maykon (48 m).

Golos: Nada a assinalar.

 

AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:
 


 

• "Tal como a equipa, não fez uma exibição de encantar, mas é indiscutível que o argentino tem pormenores acima da média. Cobrou com classe o penálti que ditou o resultado final e serenou equipa e adeptos."  - in Record

• "45' a correr atrás da bola sem lhe tocar com a frequência habitual, não tendo oportunidade para pôr em prática o seu drible curto. Apareceu melhor após o descanso... marcou de pénalti aos 50' e, aos 60', obrigou o guardião contrário a defesa apertada. Até à substituição (83'), conseguiu ser mais influente na manobra ofensiva da equipa."  - in O Jogo


• "Convicto no penalty: Trocou constantemente de posição com João Moutinho e Rochemback, procurou pegar no jogo na fase inicial da partida, mas foi, sobretudo, na segunda parte que apareceu, sendo um dos responsáveis pela subida de rendimento do Sporting. Executou a grande penalidade de forma convicta, libertando-se dos fantasmas do passado."  - In A Bola



O GOLO:
Leandro Romagnoli converteu com classe a grande penalidade conquistada por Hélder Postiga à passagem do minuto 50', elevando a vantagem do Sporting para 2 golos e serenando público e colegas de equipa: 



publicado por Filipa às 16:19
link do post | comentar | favorito