Segunda-feira, 12 de Maio de 2008
TriChampions!

 

CRÓNICA:

Em dia de aniversário de Miguel Veloso e de Ronny, a vitória dos "leões", por 2-1, frente ao Boavista e a consequente qualificação para a fase de grupo da Liga dos Campeões foi uma boa prenda para a equipa, dirigentes, sócios e adeptos sportinguistas. O Sporting estará, pela terceira vez consecutiva, na maior competição europeia.

Quanto ao jogo que lhe garantiu o acesso directo à liga milionária, não se registaram grandes alterações na equipa. Paulo Bento utilizou Tiuí e Vukcevic (muito bem apoiado por Izmailov), substituindo Yannick Djaló, Liedson e Derlei na linha e ataque.

O Boavista poderia ter estragado a festa "leonina" logo aos 4 minutos. No lance os axadrezados recuperaram a bola a meio-campo, subiram no terreno em contra-ataque e Mateus cruzou para o golo de Ivan.

O Sporting reagiu bem ao golo sofrido e aos 10 minutos repôs a igualdade no marcador, através de uma grande penalidade convertida com êxito por Romagnoli. O empate era um resultado pouco ambicioso para os "leões", que quiseram terminar o campeonato com mais uma vitória em casa. Recorde-se que o Sporting foi o único Clube que não perdeu em casa neste campeonato.

Assim, os "pupilos" de Paulo Bento procuraram jogar com transições rápidas e sempre em busca da velocidade de Tiuí, de Vukcevic e, naturalmente, de Romagnoli. E, acabou por ser desta forma que nasceu o segundo golo verde e branco, aos 22 minutos. O autor foi Tiuí, num lance em que Vukcevic cruzou para Izmailov que amorteceu a bola com o peito e deixou-a para o brasileiro marcar. A partir daí, e até ao final do jogo, o Sporting geriu o resultado com objectividade e com uma boa circulação de bola em toda a largura do terreno, não dando oportunidade aos boavisteiros de voltar a marcar.

Com o término do campeonato, o Sporting concentra-se agora para a conquista da Taça de Portugal, no próximo dia 18 de Maio, no Estádio do Jamor.


In: Sporting.pt


FICHA DE JOGO:
Sporting: Rui Patrício, Abel, Tonel, Polga, Grimi, Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov (Celsinho, 90 m), Romagnoli (Farneurd, 83 m), Vukcevic e Tiuí (Pereirinha, 66 m).
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Ronny, Gladstone, Celsinho e Purovic.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Veloso (48 m)
Golos: Romagnoli (10 m g. p.) e Tiuí (22 m).

Boavista: Jehle, Gilberto, Moisés, Marcelão (Bruno Pinheiro, 30 m), Angulo, Luís Loureiro (Pedro Moreira, 80 m), Fleurival, Jorge Ribeiro (Laionel, 45 m), Mateus, Hussaine, Ivan.
Treinador: Jaime Pacheco.
Suplentes não utilizados: Ricardo Neves, Mário Silva, Hugo Monteiro e Fary.
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Marcelão (4 m) e Jorge Ribeiro (44 m).
Golo: Ivan (4 m).


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "Muito imaginativo e influente no decorrer da primeira parte. Converteu a grande penalidade de forma superior, obtendo a igualdade e, entre outros lances que carimbou, ofereceu o golo a Vukcevic, que acabou por desperdiçar. No segundo tempo, todos estes predicados desapareceram e a exibição ressentiu-se. Foi substituído já perto da fase final da partida." - in Record.

• "Coube-lhe o primeiro remate do Sporting (9'), num movimento diagonal culminado com um remate que Jehle defendeu com dificuldade. Um momento que terá galvanizado o argentino para uma exibição personalizada. Pouco depois (11'), converteu, com segurança, o penálti que restabeleceu a igualdade (1-1) em Alvalade. Extremamente eficaz no capítulo da posse de bola, foi inteligente nos movimentos de progressão, aos quais apenas faltou, por vezes, maior fulgor físico. Saiu debaixo de fortes aplausos."  - in O Jogo

 

• "Sporting em desvantagem no marcador. Grande penalidade. Olha para a bola na marca do castigo máximo... o que terá pensado Alvalade? Foi para ela devagar, remate... golo. O estádio explodiu de alegria. E o argentino partiu para uma exibição muito útil para os objectivos da casa." - in A Bola



OS GOLOS:
Leandro Romagnoli marcou de penalty o primeiro golo do Sporting e deu o mote para a reviravolta leonina e para o garente da Champions:

 

 


publicado por Filipa às 19:27
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Cris a 13 de Maio de 2008 às 20:53
E de quem é que eu me lembrei quando ele marcou?
De ti, da cara que vejo quando, da pessoa que me lembro, sempre que leio, oiço o nome dele.
TU :)

Um beijinho grande


Comentar post