Terça-feira, 29 de Abril de 2008
"Doblete" caído do céu.


Romagnoli pulveriza números em Alvalade e justifica compra do passe ao Veracruz.

Romagnoli tem um poder de autocrítica acima da média e, sem problemas, reconhece que existem aspectos onde pode melhorar. Nomeadamente a nível da finalização, até porque, ao serviço do San Lorenzo, Pipi revelou-se um autêntico número 10 - marcava, assistia, cobrava livres, decidia de penálti e era idolatrado pelos adeptos.
A passagem pelo México resfriou a influência ofensiva e, no salto para a Europa, os golos continuavam sem aparecer com tanta fluência. Até que, quase do nada, o argentino somou o primeiro bis no Sporting. Ou seja, marcou tantos golos em 33 minutos como no primeiro ano e meio...
Assim, houve dupla festa no balneário. Por um lado, num encontro de nervos, em virtude das inúmeras contrariedades que se foram sucedendo, a chegada ao 2º lugar sete meses depois funcionou como corolário para o poder de reacção leonino; por outro, o facto de Romagnoli ser um elemento querido entre o plantel fez com que recebesse muitas mensagens de parabéns e incentivo por parte dos companheiros.
Em paralelo, confirmou-se a tendência "inconsciente" de eleger um adversário predilecto por cada liga que passa - depois do Chacarita Juniors e do Atlas, o Marítimo foi o eleito em território português. Recorde-se que o médio tem no seu registo 5 golos no principal escalão do campeonato português, 4 deles marcados ao clube insular.

Pivot.
No final do aquecimento para todos os encontros, os jogadores leoninos treinam os remates em zona frontal, à entrada da área. Grande parte opta pela força, Pipi prefere a colocação. E, por norma, as primeiras tentativas visam invariavelmente os ângulos inferiores da baliza.
Foi por aí que começou a nascer a quarta reviravolta bem sucedida dos lisboetas no campeonato. Ao marcar o penálti (muito discutível) sobre si, o internacional argentino quebrou o estigma dos castigos máximos e lançou os leões para o triunfo carimbado num lance fortuito. E já antes o n.º30 decidira a recepção ao Paços de Ferreira. "Há que saber aproveitar as oportunidades", sempre aconselharam os pais, Atílio e Rita.
E Romagnoli corresponde...

Espanyol e PSG seguem actuações desde San Lorenzo.
A fama que conseguiu reivindicar ao serviço do San Lorenzo (onde somou a primeira e única internacionalização, num particular frente aos Estados Unidos) é acompanhada na Europa ainda antes de ter chegado a Alvalade. Neste particular, o Espanyol - que se deslocou a Lisboa para observar a recepção dos leões ao Marítimo - e o Paris Saint-Germain são os conjuntos que têm seguido de forma mais atenta a evolução do argentino no Sporting. No entanto, só mesmo uma proposta verdadeiramente irrecusável poderia promover a saída do n.30, que se sente bem e adaptado à realidade dos lisboetas.

In: Record


publicado por Filipa às 22:28
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De tugaviseu@sapo.pt a 30 de Abril de 2008 às 16:37
vamos romagnoli és um grande jogador. O sporting precisa de um jogador como tu. sempre admirei o teu trabalho neste clube. para mim és o melhor jogador que está a jogar no sporting. espero que continues a fazer o teu trabalho e muitos GOLLOS!!!!!


Comentar post