Terça-feira, 29 de Abril de 2008
"Doblete" caído do céu.


Romagnoli pulveriza números em Alvalade e justifica compra do passe ao Veracruz.

Romagnoli tem um poder de autocrítica acima da média e, sem problemas, reconhece que existem aspectos onde pode melhorar. Nomeadamente a nível da finalização, até porque, ao serviço do San Lorenzo, Pipi revelou-se um autêntico número 10 - marcava, assistia, cobrava livres, decidia de penálti e era idolatrado pelos adeptos.
A passagem pelo México resfriou a influência ofensiva e, no salto para a Europa, os golos continuavam sem aparecer com tanta fluência. Até que, quase do nada, o argentino somou o primeiro bis no Sporting. Ou seja, marcou tantos golos em 33 minutos como no primeiro ano e meio...
Assim, houve dupla festa no balneário. Por um lado, num encontro de nervos, em virtude das inúmeras contrariedades que se foram sucedendo, a chegada ao 2º lugar sete meses depois funcionou como corolário para o poder de reacção leonino; por outro, o facto de Romagnoli ser um elemento querido entre o plantel fez com que recebesse muitas mensagens de parabéns e incentivo por parte dos companheiros.
Em paralelo, confirmou-se a tendência "inconsciente" de eleger um adversário predilecto por cada liga que passa - depois do Chacarita Juniors e do Atlas, o Marítimo foi o eleito em território português. Recorde-se que o médio tem no seu registo 5 golos no principal escalão do campeonato português, 4 deles marcados ao clube insular.

Pivot.
No final do aquecimento para todos os encontros, os jogadores leoninos treinam os remates em zona frontal, à entrada da área. Grande parte opta pela força, Pipi prefere a colocação. E, por norma, as primeiras tentativas visam invariavelmente os ângulos inferiores da baliza.
Foi por aí que começou a nascer a quarta reviravolta bem sucedida dos lisboetas no campeonato. Ao marcar o penálti (muito discutível) sobre si, o internacional argentino quebrou o estigma dos castigos máximos e lançou os leões para o triunfo carimbado num lance fortuito. E já antes o n.º30 decidira a recepção ao Paços de Ferreira. "Há que saber aproveitar as oportunidades", sempre aconselharam os pais, Atílio e Rita.
E Romagnoli corresponde...

Espanyol e PSG seguem actuações desde San Lorenzo.
A fama que conseguiu reivindicar ao serviço do San Lorenzo (onde somou a primeira e única internacionalização, num particular frente aos Estados Unidos) é acompanhada na Europa ainda antes de ter chegado a Alvalade. Neste particular, o Espanyol - que se deslocou a Lisboa para observar a recepção dos leões ao Marítimo - e o Paris Saint-Germain são os conjuntos que têm seguido de forma mais atenta a evolução do argentino no Sporting. No entanto, só mesmo uma proposta verdadeiramente irrecusável poderia promover a saída do n.30, que se sente bem e adaptado à realidade dos lisboetas.

In: Record


publicado por Filipa às 22:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
Sporting vence Marítimo com 2 golos de Romagnoli e já cheira a Champions.


CRÓNICA
:
O Sporting chegou ao segundo lugar da liga portuguesa, após um triunfo difícil sobre o Marítimo, por 2-1.
Os «leões» com tudo para alcançar uma vitória tranquila, tiveram de dar a volta ao “texto”, depois de um erro defensivo, num desentendimento entre Polga e Rui Patrício, com Fogaça a aproveitar para adiantar a formação insular no marcador.
Com um golo sofrido a frio, o hara-kiri esteve perto de acontecer em Alvalade, mas, no ressurgimento de Romagnoli – voltou à titularidade para o lugar de Vukcevic – o Sporting conseguiu superar um Marítimo, que pouco fez para sonhar com um lugar europeu.

Na noite da mulher sportinguista – e foram muitas que estiveram em Alvalade a apoiar a equipa – a equipa de Paulo Bento demorou a recompor-se do golo insular, mas viria a chegar ao empate, depois de um penalty de Gregory sobre Romagnoli, que o argentino transformou com êxito. O Marítimo começou a recuar no terreno muito cedo, dando todo o espaço ao meio campo «leonino» para pensar o seu jogo. Miguel Veloso ia sobressaindo nas transições e criou uma das melhores situações da primeira parte, “descobrindo” Djaló, que atirou ao lado da baliza de Marcos.

O Marítimo veio com a lição estudada e tentava surpreender através das bolas paradas (Bruno) e foi conseguindo estancar o jogo ofensivo dos «leões» até à lesão de Mossoró, Perto da meia hora, os «leões» empregaram maior velocidade e, com tabelas sucessivas pelos flancos, criaram duas boas situações para chegar ao 2-1 por intermédio de Abel e Romagnoli.

Na segunda parte, Paulo Bento trocou de avançado, colocando Tiuí no lugar de Yannick Djaló, mas o brasileiro viria a sair tocado pouco depois, cedendo o lugar a Vukcevic. O Sporting entrou determinado em virar o rumo dos acontecimentos e viria a beneficiar de um golo “caricato” a meias entre Ricardo Esteves e Romagnoli, que o escorregão de Marcos não conseguiu evitar. A partir daí, os «leões» controlaram a partida, com Izmailov e Romgnoli a pegarem no jogo, mas o Marítimo continuou a colocar em sentido a defensiva do Sporting nos lances de bola parada.

Os «leões» estão agora no segundo lugar no campeonato (com os mesmos pontos do Guimarães) e dependem apenas de si próprios para atingir a Liga dos Campeões.

In: Sporting.pt


FICHA DE JOGO:
Sporting: Rui Patrício; Abel, Tonel, Polga, Grimi, Miguel Veloso, Izmailov, Romagnoli, João Moutinho, Yannick Djaló (Tiuí, 45 m (Simon Vukcevic, 61 m)) e Liedson (Gladstone, 90 m).
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago; Ronny, Farnerud e Pereirinha.
Disciplina: Cartão amarelo para Grimi (29 m) e Miguel Veloso (70 m).
Golos: Romagnoli (19, g.p., e 53 m).

Marítimo: Marcos; Ricardo Esteves (Ediglê, 90+2 m), Gregory, Van der Linden, Evaldo, Bruno, Olberdam, Mossoró (Anderson, 33 m), João Luíz, Fábio Felício (André Pinto, 73 m) e Bruno Fogaça.
Treinador: Sebastião Lazaroni.
Suplentes não utilizados: Marcelo Boeck, João Guilherme, Briguel e Marcinho.
Disciplina: Cartão amarelo para Gregory (20 m), Ricardo Esteves (44 m) e Fábio Felício (51 m).
Golo: Bruno Fogaça (2 m).


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "Em boa verdade, o argentino acabou por ser uma espécie de herói acidental. Principalmente se pensarmos na maneira como "marcou" o golo do triunfo. Mas o destaque [que partilha com Miguel Veloso, acrescente-se] é compreensível, por por sublinhar o momento crucial em que soube converter a grande penalidades - espécie de besta negra do Sporting na presente época. Sinal positivo também para o rendimento da segunda parte, quando apareceu mais solto e com maior influência no jogo dos leões. Por ele passaram os 3 pontos..." - Eleito "O melhor jogador em campo" in Record.

• "O argentino foi talismã ao assegurar a segunda cambalhota no marcador sobre o Marítimo na época e, sobretudo, o segundo lugar na classificação. O 30 leonino arrancou um penálti aos 18' que ele próprio transformou no 1-1 e fez o 2-1 aos 52', num bambúrrio: Ricardo Esteves acertou nele, e a bola voou metros para entrar na baliza de Marcos. A justificar a fortuna, o "playmaker" fez uma exibição ao seu jeito, criando desequilíbrios vários.  - eleito "A Estrela" in O Jogo


• "De início pegou na equipa e procurou criar desequilíbrios, mas durou muito pouco o entusiasmo e o argentino foi ficando pelo relvado à espera da bola em vez de a procurar. Mas os deuses piscaram-lhe o olho e fizeram dele um dos homens do jogo quase por acaso. Como resultado marcou dois golos: no primeiro fez um pouco de teatro e conseguiu arrancar um penalty; no segundo limitou-se a ficar à frente de Ricardo Esteves e o destino fez o resto, com a bola a bater no seu corpo, a subir e a enganar o azarado e incrédulo Marcos." - in A Bola

• "A perder desde os minutos iniciais foi o pêndulo de que os leões ficaram a precisar com máxima urgência. Conseguiu pegar no jogo de uma equipa que precisava de reagir de pronto. E conseguiu. Com o protagonismo de ter sido ele a sofrer o penalty que deu o empate e a sorte de sofrer a bolada que deu o segundo golo. Continuou a ser o organizador por excelência dos leões descobrindo linhas de passe a rasgarem o último terço." - in Destaques do Maisfutebol

OS GOLOS:
Leandro Romagnoli foi o principal obreiro da vitória dos «leões», ao marcar os dois golos com que o Sporting derrotou o Marítimo. Veja aqui o vídeo dos golos:



DECLARAÇÕES NO FINAL DO JOGO:







publicado por Filipa às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 26 de Abril de 2008
18 convocados para a recepção ao Marítimo.

Os regressos dos brasileiros Ronny e Gladstone são as principais novidades na lista de convocados do Sporting para a recepção de amanhã ao Marítimo, em jogo referente à 28.ª jornada da Liga portuguesa. Os defesas ocupam assim as vagas de Adrien e Pedro Silva, por opção. Derlei, castigado, e Paulo Renato, lesionado, ficam de fora, à semelhança de Purovic, Celsinho e Stojkovic.

O jogo de amanhã é importantíssimo para os «leões», que querem assegurar, primeiro de tudo, a manutenção do 3º lugar para partirem em conquista do 2º, o único objectivo a que o Sporting pode ainda almejar neste campeonato. O embate entre os leões do continente e da madeira tem hora marcada para as 20h30, com transmissão em directo e em exclusivo na SportTV1.

LISTA DE CONVOCADOS:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;
Defesas: Polga, Ronny, Tonel, Grimi, Gladstone, Abel;
Médios: Izmailov, Vukcevic, Farnerud, Miguel Veloso, Pereirinha, João Moutinho, Romagnoli;
Avançados: Yannick, Tiuí e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 16:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 21 de Abril de 2008
Sporting ofuscado por «lanterna vermelha».



CRÓNICA:

O segundo lugar estava à distância de três pontos e, teoricamente, o adversário seria presa fácil, já que ocupa o último lugar e tinha apenas duas vitórias. Mas o que pode parecer «óbvio» nem sempre se reflecte na realidade. Assim, o Sporting desperdiçou a «escorregadela» do V. Guimarães e foi goleado em Leiria, por 1-4. Será que os leões não aguentaram a pressão? Ou terão sido vítimas da falta desta por parte do grupo da casa? Seja como for, o Sporting tinha de fazer mais e melhor para atingir os seus objectivos.

A primeira parte revelou duas equipas com atitudes diferentes. O conjunto da casa já pouco ou nada tinha a perder, a não ser o orgulho. Logo, apresentou-se em campo disposto a dificultar a vida aos leões, que levaram demasiado tempo a perceber o que se passava no relvado, que dificultou a prática de bom futebol, por estar em mau estado.

As subidas rápidas pelas alas foram o que de melhor se viu no jogo, já que decorreu, durante a maior parte do tempo, a um ritmo muito baixo. Subidas protagonizadas quase exclusivamente pelo U. Leiria. Já o Sporting acusou a ausência desse tipo de lances e a defesa, mesmo com o regresso de Polga, esteve «desconcentrada».

O ataque «móvel» do U. Leiria, com NGal a causar problemas a Grimi e Paulo César e Sougou a trocar, constantemente, de lugar, «baralhou» a defesa leonina. Assim, previa-se que, a qualquer momento, a formação orientada por Vítor Oliveira marcasse. Os golos chegaram aos 14 e 18 minutos, ambos apontados por Paulo César.

A «surpresa» tomava forma. Ou melhor, meia surpresa, já que este é um campo tradicionalmente complicado para o Sporting que, em cinco jogos, apenas venceu um. Só a partir dos 30 minutos, os leões se acercaram da baliza de Fernando com algum perigo, obrigando os leirienses a jogar mais recuados e a apostar no contra-ataque. Mas a pressão sportinguista durou pouco e os primeiros 45 minutos terminaram com o conjunto da Cidade do Lis a encostar novamente a equipa visitante.

Em Alvalade, na Taça de Portugal, com o Benfica a ganhar por 2-0 ao intervalo, Paulo Bento «apertou» com os jogadores e o «sermão» resultou, já que os leões venceram por 5-3. Restava saber se o treinador iria conseguir voltar a incentivar os jogadores a darem a volta a uma desvantagem de dois golos. A primeira mudança que fez foi colocar Derlei no lugar de Grimi.

A verdade é que na segunda metade quase «só deu» Sporting. Os leões controlaram as acções, mas os leirienses fecharam bem os espaços. Ou, pelo menos, dificultaram muito a tarefa aos visitantes, que atiraram ao poste, aos 51 minutos, através de um remate forte de Miguel Veloso, e, aos 67, por Liedson. No entanto, os leões não podiam «relaxar». Tanto Sougou como NGal criavam desequilíbrios, através de subidas velozes.

Sougou foi expulso, aos 74 minutos, ao ver o cartão vermelho directo. O jogador leiriense entrou fora de tempo, sobre Pereirinha (que entrou aos 59 minutos), mas a expulsão pareceu excessiva. Mesmo com menos um, os leirienses causaram perigo e um lance de NGal ditou o 3-0, aos 83 minutos. Uma demonstração de que não basta dominar. Até ao final do jogo Liedson ainda reduziu para 3-1, através de Liedson (86), Derlei foi expulso aos 88, e Cadu fez o 4-1.

Esta vitória evita que os leirienses fiquem, matematicamente, despromovidos e atrasa os leões na corrida pelo segundo lugar, que dá acesso à Liga dos Campeões.

In: Maisfutebol


FICHA DE JOGO:
U. Leiria: Fernando, Éder, Bruno Miguel, Éder Gaúcho, Patrick; Tiago, Cadú, Harison (Lukasiewicz, 77 m), NGal, Paulo César (Alhandra, 90 m) e Sougou.
Treinador: Vítor Oliveira.
Suplentes não utilizados: Rafael Fava, Nélson, Laranjeiro e Toñito.
Disciplina: Cartão amarelo a Bruno Miguel (60 m) e Éder Gaúcho (69 m), Cartão vermelho a Sougou (74 m).
Golos: Paulo César (14 e 18 m), NGal (83 m) e Cadu (90 m).

Sporting: Rui Patrício, Abel (Pereirinha, 58 m), Tonel, Polga, Grimi (Derlei, 45 m), Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov (Romagnoli, 76 m), Vukcevic, Yannick Djaló e Liedson.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Pedro Silva, Adrien Silva e Tiuí.
Disciplina: Cartão vermelho a Derlei (88 m).
Golos: Liedson (85 m).



AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:

 

• "Iniciou a partida no banco e, quando foi chamado, pouco ou nada emprestou ao jogo leonino." -  in Record.

• "Aposta de Paulo Bento quando o Sporting passou a jogar em superioridade numérica mas não trouxe absolutamente nada de positivo." - in O Jogo

• "Clara baixa de forma..." - in A Bola


DECLARAÇÕES NO FINAL DO JOGO:



Tristeza era, naturalmente, sentimento estampado nos rostos dos jogadores do Sporting. No de Romagnoli era visível. Mas o argentino ainda pensa no 2º lugar. «É possível, estamos a três pontos e faltam três jogos. Vamos acreditar, há sempre esperança», garantiu o médio.
Sobre o jogo que acabara há poucos minutos, tínhamos um futebolista incrédulo. «Foi anormal», disse e completou: «Não esperávamos. Sabíamos que o 2º lugar era possível mas as coisas não correram bem. Na primeira parte não conseguimos marcar e no segundo tempo já não houve tempo para dar volta aos acontecimentos».

In: A Bola


publicado por Filipa às 22:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 20 de Abril de 2008
Convocados para a deslocação a Leiria.



O regresso de Anderson Polga, após lesão, é a principal nota de destaque da lista de convocados do Sporting, com vista à partida deste domingo, em visita a Leiria. A equipa leonina vai defrontar uma equipa que, à entrada para o jogo, pode estar já despromovida, dependendo para isso do confronto entre Paços de Ferreira e Naval. O objectivo do Sporting é claramente vencer, já que os 3 pontos recolocam o Sporting no 2º lugar

O sueco Farnerud também volta a ser chamado por Paulo Bento, enquanto que Ronny, por castigo, e Gladstone, Purovic e Celsinho, por opção, ficam de fora.


O jogo tem pontapé de saída marcado para as 19h15, com transmissão em directo e em exclusivo na TVI.


LISTA DE CONVOCADOS:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;
Defesas: Pedro Silva, Polga, Tonel, Grimi, Abel;
Médios: Adrien, Izmailov, Farnerud, Miguel Veloso, Pereirinha, João Moutinho, Romagnoli, Simon Vukcevic;
Avançados: Derlei, Yannick, Tiuí e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 14:55
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Abril de 2008
Lembra-Te da Força.

Sabes bem melhor do que eu, sabes bem melhor do que ninguém, que maus jogos acontecem a todos. Sabes que dias de desinspiração atingiram até o Teu Deus, Maradona. E também sabes que as palavras que de Ti escrevem, não podem nunca ser mais fortes do que a dedicação que trazes dentro do Teu espírito. Não duvides nunca daquilo que vales. Contra tudo, contra todos, contra o mundo se for preciso, mas não ponhas nunca em causa o tanto que és.
Por conseguires sempre vencer, conseguires SEMPRE dar a volta por cima, mesmo que em Ti mais ninguém acredite, eu vejo-Te como um Guerreiro. E é por nunca desistires que o Teu exemplo, para mim, é intocável.
Só não Te esqueças de uma coisa: acima de Tudo, está o verde que nos une. E acima de qualquer frustração por uma exibição que não condiz com o Teu nível, está o Sorriso pelo Jamor.

«Respira fundo, e lembra-Te da Força».
Estou sempre a Teu lado, Campeão.


publicado por Filipa às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Esforço, Dedicação, Devoção e... Glória, rumo ao Jamor!


CRÓNICA
:
O Estádio José Alvalade viveu uma das noites mais emocionantes da sua curta história, com o Sporting a dar a reviravolta de 0-2 ao intervalo para os 5-3 com que garantiu a presença no Estádio do Jamor. Yannick, por duas vezes, Derlei, Liedson e Vukcevic deixaram as bancadas perto do êxtase.

A paixão pelo futebol alimenta-se destes jogos. A rivalidade entre estes dois emblemas também, com os sportinguistas a renovarem os seus votos de amor ao Clube nos gestos técnicos vitoriosos de Yannick, por duas vezes, Derlei, Liedson e Vukcevic. Numa noite épica, os perto de 40 mil espectadores que estiveram em Alvalade garantiram o direito de contar este jogo aos seus netos de uma forma apaixonada, porque estes noventa minutos vão directamente para a galeria dos Sporting-Benfica mais inolvidáveis destes quase 100 anos de confrontos.

Com Miguel Veloso a defesa-central – por impedimento físico de Polga e de Gladstone – Adrien Silva ocupou o vértice inferior do losango da equipa de Paulo Bento, que encontrou um opositor amontoado em 4x5x1, em mais uma edição das tácticas defensivas em Alvalade, já que, como os resultados este ano no Estádio da Luz tão bem exemplificam, esta é uma equipa que se comporta como as ditas «pequenas», revelando enormes dificuldades em assumir – como uma equipa grande o deve fazer – o jogo e atacar seja em que palco for.

O Sporting começou melhor, com duas oportunidades de golo, por Liedson (3 m) e Tonel (6 m), mas foi o Benfica, por Rui Costa (20 m) a inaugurar o marcador, seguindo-se, depois, um teste à paciência «verde e branca», na circulação de bola pelos corredores em busca de espaços para materializar a igualdade. Porém, na segunda incursão encarnada à área de Rui Patrício, o Benfica voltou a marcar, num cabeceamento de Nuno Gomes (30 m), aumentando ainda mais o grau de dificuldade para os «verdes e brancos», bem como a injustiça no resultado, «cheirando a Taça» no final dos 45 minutos.

O Sporting voltou dos balneários com crença e atitude, «alugando o seu meio-campo», já que a bola por nunca lá passava. João Moutinho rematou à barra (60 minutos) no início da «remontada» - com Izmailov e Derlei em campo nos lugares de ADrien Silva e de Romagnoli – em que Alvalade sempre acreditou: Yannick Djaló (68 m), Liedson (76 m), Derlei (79 m), Yannick Djaló (85 m) e Vukcevic (90 m) trouxeram justiça à uma equipa que actuou, nos últimos 45 minutos, a grande velocidade e merecendo, de forma inequívoca, a passagem à final do Jamor, onde vai encontrar o FC Porto.

In: Sporting.pt


FICHA DE JOGO:
Sporting: Rui Patrício, Abel, Tonel, Miguel Veloso e Leandro Grimi; Adrien Silva (Marat Izmailov, 32 m), João Moutinho, Simon Vukcevic e Leandro Romagnoli (Derlei, 61 m); Yannick Djaló (Gladstone, 87 m) e Liedson.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Pedro Silva, Rodrigo Tiuí e Bruno Pereirinha.
Disciplina: cartão amarelo a João Moutinho (70 m),
Golos: Yannick Djaló (66 m), Liedson (76 m), Derlei (79 m), Yannick Djaló (85 m) e Vukcevic (90 m).

Benfica: Quim, Nelson, Luisão, Katsouranis e Leo; Petit (Cardozo, 84 m), Maxi Pereira, Cristian Rodriguez, Di Maria (Sepsi, 64 m) e Rui Costa; Nuno Gomes.
Treinador: Fernando Chalana.
Suplentes não utilizados: Butt, Luís Filipe, Edcarlos, Mantorras e Bynia.
Disciplina: cartões amarelos a Di Maria (9 m), Luisão (55 m), Cristian Rodriguez (57 m) e Maxi Pereira (86 m).
Golos: Rui Costa (19 m), Nuno Gomes (30 m) e Cristian Rodriguez (82 m).


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:

 

• "O pior que dele se pode dizer é que saiu com o 0-2 e que foi depois disso que a história mudou. Sem bola, foi engolido pela dinâmica adversária, não teve espaço de manobra para organizar o que quer que fosse. Passou ao lado do jogo." -  in Record.

• "Atipicamente... mole. O suposto dinamizador da manobra ofensiva dos leões "não" esteve em jogo. Desinspirado, desconexo e desarticulado, nunca pegou na batuta e antes fazia passes dissonantes, sem largura, profundidade ou objectividade. Saiu aos 62', com a equipa ainda longe do Jamor." - in O Jogo

• "Passes inconsequentes, perdas de bola incríveis, total falta de enquadramento com os restantes companheiros do meio-campo e, ainda, uma desinspiração assustadora: quanto mais tentava fazer, pior as coisas lhe saíam. Pouco, muito pouco, no bloco de apontamentos. De menos para um jogo como o de ontem..." - in A Bola


publicado por Filipa às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 15 de Abril de 2008
Convocados para as meias finais da Taça de Portugal.

Apesar de Soares Franco já ter dito que uma vitória no derby lisboeta não salva a época desportiva, a verdade é que os sportinguistas sabem da importância inequívoca que tem o jogo de amanhã. Com a Liga, a Carlsberg Cup e a Taça UEFA perdidas, a passagem à final da Taça de Portugal assume-se quase como obrigatória, na perspectiva dos adeptos leoninos que encaram a vitória nesta competição como um mal menor que amenize a temporada menos positiva dos leões.
Na preparação para um jogo deste cariz, Paulo Bento deparou-se com alguns problemas: Polga, lesionado, já se sabia ser baixa confirmada, a que se juntou Ronny, expulso no jogo do último fim-de-semana frente ao Leixões. Grimi, o outro lateral-esquerdo do plantel, recuperou e será opção para amanhã, mas Gladstone e Izmailov foram convocados apenas à condição, só se sabendo amanhã por volta da hora do jogo a sua condição para competir. Assim, e com Farnerud também fora das opções, o destaque maior desta convocatória vai para o regresso de Derlei, após prolongada lesão e duas operações. O avançado brasileiro já não era opção desde o embate caseiro com o Belenenses a contar para a 3ª jornada. Também Purovic regressa após um mês de ausência.
Algo limitado mas também motivado, o Sporting quer carimbar a passagem ao Jamor, onde o FC Porto já está garantido após ter vencido, esta noite, o Vitória de Setúbal por 3-0.

O decisivo encontro tem transmissão em directo e em exclusivo na SIC, com o pontapé de saída marcado para as 20h30.

LISTA DE CONVOCADOS:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;
Defesas: Pedro Silva, Tonel, Grimi, Gladstone e Abel;
Médios: Miguel Veloso, Adrien Silva, Izmailov, Pereirinha, João Moutinho, Romagnoli, Celsinho e Vukcevic;
Avançados: Purovic, Derlei, Yannick, Tiuí e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 23:22
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Abril de 2008
Sporting vence Leixões e assume 3º lugar.


CRÓNICA
:
O Sporting subiu ao terceiro lugar do campeonato graças à vitória sobre o Leixões (2-0), num jogo em que Ronny assistiu os cabeceamentos vitoriosos de Tonel (51 m) e de Liedson (58 m) e foi expulso aos 68 minutos. Frente a um adversário que caíra nos lugares de despromoção – após a vitória do Paços de ferreira no terreno do Nacional – Paulo Bento escolheu Ronny e Gladstone para ocupar os lugares dos lesionados Grimi e Polga, num «onze» que voltou a contar com Farnerud no meio-campo e com Yannick ao lado de Liedson.

O Sporting sentiu dificuldades em imprimir um ritmo elevado na partida, perante um adversário que recolhia junto da sua defensiva para, com a bola, utilizar a velocidade de Jorge Gonçalves e de Filipe Oliveira no corredor direito para tentar surpreender Rui Patrício, que foi chamado a intervir por um par de vezes. O golo de Liedson (37 m) invalidado por fora-de-jogo marcou o início do melhor período colectivo dos 45 minutos iniciais, com Yannick (41 m) a aparecer solto na área, mas não conseguiu o remate, e por Veloso, a rematar rente ao poste após um livre lateral.

No regresso dos balneários, Farnerud deu o seu lugar a Bruno Pereirinha – que sairia aos 70 minutos para o lugar de Adrien Silva, na sequência da expulsão de Ronny e respectivo reorganização colectiva em 4x4x1 – com o Sporting a resolver o jogo antes dos 60 minutos, através de dois pontapés de canto transformados por Ronny que tiveram a melhor sequência nos cabeceamento de Tonel, ao primeiro poste (51 m) e de Liedson (58 m) ao segundo poste.

Com menos um elemento a 20 minutos do apito final, o Sporting recuou e o Leixões acercou-se com mais perigo da baliza «leonina», porém sem conseguir reentrar na discussão pelos pontos, enquanto que o Sporting poderia ter junto mais golos ao resultado final, quando Adrien apareceu isolado frente a Jorge Baptista (77 m) e após uma jogada de Liedson que viu a sua assistência para Yannick (88 m) ser interceptado no momento em que o jovem avançado se movimentava para finalizar com sucesso. 

In: Sporting.pt


FICHA DE JOGO:
Sporting: Rui Patrício; Abel, Tonel, Gladstone, Ronny, Miguel Veloso, Izmailov (Pedro Silva, 84 m), João Moutinho, Farnerud (Bruno Pereirinha, 45 m) (Adrien Silva, 70 m), Liedson e Yannick Djaló.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Rodrigo Tiuí, Romagnoli e Celsinho.
Disciplina: cartões amarelos a Ronny (56 e 68 m). Cartão vermelho a Ronny (68 m).
Golos: Tonel (51 m), Liedson (58 m).

Leixões: Jorge Baptista, Filipe Oliveira, Nuno Diogo, Joel (João Moreira, 71 m), Ezequias (Diogo Valente, 61 m), Bruno China, Nuno Silva, Paulo Machado, Hugo Morais, Jorge Gonçalves (Nwoko, 79 m) e Roberto.
Treinador: António Pinto.
Suplentes não utilizados: Beto, Elvis, Pedro Cervantes e Nuno Amaro.
Disciplina: cartões amarelos a Nuno Silva (19 m), Ezequias (25 m), Bruno China (41 m)e Joel (50 m).
Golos: Nada a assinalar.


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:

 • Romagnoli não foi opção de Paulo Bento para o jogo de ontem.


publicado por Filipa às 21:56
link do post | comentar | favorito

Sábado, 12 de Abril de 2008
Convocados para a recepção ao Leixões.

Os regressos de Pedro Silva e de Celsinho, a compensar as ausências de Polga, Grimi, lesionados, e Vukcevic, a cumprir castigo, são as notas de maior destaque na lista de 18 convocados por Paulo Bento para o confronto com o Leixões, amanhã em Alvalade, com hora marcada para as 19h15, e com transmissão em directo e em exclusivo na TVI. Bruno Pereirinha efectuou esta manhã trabalho condicionado, mas tal não impediu o técnico leonino de chamá-lo, não acontecendo o mesmo com Purovic, Derlei e Paulo Renato, ainda à procura da melhor forma física depois de debeladas as respectivas lesões.

LISTA DE CONVOCADOS:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;
Defesas: Abel, Pedro Silva, Tonel, Gladstone e Ronny;
Médio: Adrien, Miguel Veloso, Pereirinha, Farnerud, João Moutinho, Izmailov, Romagnoli e Celsinho;
Avançado: Liedson, Yannick Djaló e Tiuí.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 22:09
link do post | comentar | favorito




Nome completo:
Leandro Atílio Romagnoli
Clube Actual:
Sporting Clube de Portugal
Posição:
Médio Ofensivo/Número 10
Data de Nascimento:
17.03.1981
Idade:
27 anos
Naturalidade:
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade:
Argentina
Altura:
1,72 cm
Peso:
61 kg

CAMPEONATOS NACIONAIS
• Torneo Clausura 2001
San Lorenzo
Argentina - 2001.

• Taça de Portugal
Sporting CP
Portugal - 2006/2007.

• Supertaça Cândido de Oliveira
Sporting CP
Portugal - 2007/2008.

• Taça de Portugal
Sporting CP
Portugal - 2007/2008.


CAMPEONATOS INTERNACIONAIS
• Mundial de sub-20
Argentina sub-20
Argentina - 2001.

• Copa Mercosur
San Lorenzo
Argentina - 2001.

• Copa Sudamericana
San Lorenzo
Argentina - 2002.


TÍTULOS INDIVIDUAIS
• Melhor Jogador do Mês
Sporting CP
Portugal - Maio de 2007.


Diego Maradona, Eu Sou El Diego:
«O rapazito fascina-me. Faltam-lhe pernas, físico, músculos, tudo, mas sobra-lhe coragem para fintar. O resto consegue-se num ginásio.»

Paulo Bento, 30 de Maio de 2007:
«Nunca tive dúvidas sobre o seu talento e qualidades: são extraordinárias. Começou bem, teve oscilações e em momentos adversos não teve capacidade para se superar. Quando regressou das férias do Natal, conseguiu juntar o talento e a qualidade a uma superior capacidade para defender. Dá-nos talento, mobilidade, descoberta de espaços para o golo, muito bom no 1x1, desequilibra e, a partir de certa altura, deixou de durar 45/60 minutos para durar o tempo todo.»


(Clique na imagem para fazer download.)


(Clique na imagem para fazer download.)

Visite o nosso canal de vídeos no youtube, onde estão reunidos golos, jogadas, declarações e outros momentos marcantes da carreira de Romagnoli, aqui.



"Tenho expectativa de jogar."
(27/12/2005)

"Quero imitar outros argentinos."
(30/12/2005)

"Espero o entendimento entre os clubes."
(06/06/2007)

"Romagnoli é muito bom jogador e muito boa pessoa."
Alberto Acosta, (30/12/2005)

"Romagnoli quer ficar no Sporting."
Marcelo Simonian, (27/12/2007)

Quedate Aqui,
27/05/2007

(clique na imagem para ver maior)

Feliz Cumpleaños,
17/03/2008

(clique na imagem para ver maior)



Liga Sagres (13ª Jornada):
Vitória de Setúbal x Sporting
Estádio do Bonfim, 03/01/2009, 20h45, RTP/SportTV1


Sporting Clube de Portugal:
Site oficial
Fórum Sporting
Leão da Estrela

Futebol:
A Bola
Record
O Jogo
Maisfutebol

Parceiros:
Flávio Meireles 26
Izmailov7
Miguel Veloso 24
Postiga The Best
Rabiola 39
Ruben Amorim
Simão Sabrosa

Este blog surgiu com o intuito de tornar mais funcional o único website português dedicado a Leandro Romagnoli, futebolista argentino do Sporting Clube de Portugal, em funcionamento desde Abril de 2007 e que dá, em Novembro do mesmo ano, lugar a um novo formato. O nosso grande e único objectivo é apoiar e homenagear aquele que é um dos mais influentes jogadores leoninos.



ARQUIVO:
2009:
Janeiro 2009

2008:
Dezembro 2008
Novembro 2008
Outubro 2008
Setembro 2008
Agosto 2008
Julho 2008
Junho 2008
Maio 2008
Abril 2008
Março 2008
Fevereiro 2008
Janeiro 2008


2007:
Dezembro 2007
Novembro 2007
Outubro 2007
Setembro 2007
Agosto 2007
Julho 2007
Anteriores a Julho 2007