Segunda-feira, 31 de Março de 2008
Sporting vence Naval (1-4) e afasta fantasma dos jogos fora.


CRÓNICA
:
Na deslocação à Figueira da Foz, os «leões» golearam a Naval por 4-1, com golos apontados por Miguel Veloso, Liedson (2) e Yannick Djaló. Vitória sem contestação da equipa «verde e branca», que conseguiu dar a volta ao resultado.

Foi um Sporting com três alterações no onze, relativamente à equipa que alinhou na final da Taça da Liga, que se apresentou no Estádio Bento Pessoa. Pereirinha, Gladstone e Tiuí actuaram como titulares nos lugares de Abel, Polga e Vukcevic, respectivamente.

O jogo iniciou-se numa toada lenta, mas com a primeira oportunidade de golo a pertencer ao Sporting, com Tonel – na sequência da marcação de um pontapé de canto por parte de Romagnoli – a obrigar Wilson Júnior a defesa apertada. Estava dado o primeiro sinal de perigo e a demonstração de que os «leões» tinham entrado com tudo para resolver cedo a partida. No entanto, a inauguração do marcador ficou a cargo da Naval, que, aos 11 minutos,
fez o primeiro da partida, por intermédio de Marcelinho. Os pupilos de Paulo Bento reagiram e nove minutos depois do golo sofrido chegaram ao empate. Miguel Veloso encarregou-se da marcação perfeita de um livre directo, repondo a igualdade no marcador. Os «leões», mais rápidos e expeditos nas transições, aos 22 minutos, chegaram à vantagem, por intermédio de Liedson. Na sequência do lance que deu o segundo tento da equipa «verde e branca», Ulisses Morais viu-se obrigado a proceder à primeira alteração, já que Wilson Júnior chocou com a cara na chuteira de Tiuí, saindo em maca. Taborda regressou à baliza da equipa da Figueira da Foz, curiosamente lugar que não ocupava desde que foi expulso no encontro da primeira volta, disputado no Estádio José Alvalade. O Sporting chegou ao intervalo a vencer por 3-1, depois de Liedson ter bisado, após ser servido por um excelente passe de Romagnoli.

No início do segundo tempo, Paulo Bento mexeu na equipa tirando Tiuí e pondo no seu lugar Yannick Djaló. Os «leões» sem dominarem, controlaram bem a vantagem de dois golos, embora concedessem demasiados espaços à equipa da casa no meio-campo. No entanto, e já depois de Romagnoli ter cedido lugar a Vukcevic, Djaló aumentou a vantagem para 4-1, após marcação de pontapé de canto da autoria de Miguel Veloso, fechando a contagem.
Os «leões» obtiveram uma vitória justa, não dando hipótese de resposta à equipa da casa.

In: Sporting.pt



FICHA DE JOGO:
Naval: Wilson Júnior (Taborda, 26 m), Mário Sérgio, Gaúcho, Godemèche, China, Gilmar, Delfim, Marinho (Saulo, 70 m), Davide (João Ribeiro, 45 m), Dudu e Marcelinho.
Treinador: Ulisses Morais.
Suplentes não utilizados: Carlitos, Paulão, Elivelton e Igor.
Disciplina: Cartão amarelo a Gilmar (77 m).
Golo: Marcelinho (11 m).

Sporting: Rui Patrício, Pereirinha (Abel, 59 m), Tonel, Gladstone, Grimi, Izmailov, Miguel Veloso, Romagnoli (Vukcevic, 76 m), João Moutinho, Tiuí (Yannick, 45 m) e Liedson.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Ronny, Adrien Silva e Farnerud.
Disciplina: Cartão amarelo a Gladstone (48 m) e a Abel (61 m).
Golos: Miguel Veloso (20 m), Liedson (22 m, 36 m) e Yannick (80 m).


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "Notável passe a isolar Liedson para o 3º golo. Na fase em que foi preciso virar o 1-0 surgiu em grande plano." -  in Record.

• "Brilhante a servir Liedson no lance do 1-3 (37'), com um passe rasgado, da esquerda para a direita, que deixou o companheiro nas costas da defesa. Um momento de magia, ao qual não deu o melhor seguimento no resto da partida, faltando-lhe maior capacidade física nos confrontos individuais, onde costuma ser decisivo." - in O Jogo

• "Jogou como 10 e parece voltar à melhor forma. Dois excelentes passes, a lançar Liedson para o 3-1 e a isolar Yannick (64') coroaram uma exibição bastante agradável. Saiu aos 76' quando o Sporting já tinha o jogo na mão." - in A Bola


DECLARAÇÕES NO FINAL DO JOGO:
Romagnoli foi pragmático em relação ao triunfo do Sporting frente à Naval e à importância do mesmo para os próximos compromissos leoninos. “Realizámos uma grande exibição. Apesar de termos sofrido um golo, reagimos bem e alcançámos a vitória, que dá mais confiança para Glasgow. Estamos bem física e mentalmente”, sublinhou.

In: Record


publicado por Filipa às 21:48
link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Março de 2008
Convocados para a deslocação à Figueira da Foz.

Vukcevic, que ao serviço da selecção montenegrina se ressentiu da lesão contraída no ombro direito, está aparentemente recuperado e integra por isso a convocatória do Sporting para a deslocação ao terreno da Naval, em jogo da 24.ª jornada da Liga portuguesa, e que se realiza este Domingo, pelas 19h15, tendo transmissão em directo e em exclusivo na TVI.

A inclusão do médio-ofensivo é assim a maior nota de destaque numa convocatória onde Stojkovic, Paulo Renato, Derlei, Purovic (lesionados), Pedro Silva, Celsinho (por opção) e Polga (castigado) ficaram de fora.

LISTA DE CONVOCADOS:
Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago.
Defesas: Ronny, Tonel, Grimi, Gladstone e Abel.
Médios: Adrien, Izmailov, Vukcevic, Farnerud, Miguel Veloso, Pereirinha, João Moutinho e Romagnoli.
Avançados: Yannick Djaló, Tiuí e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 23:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 23 de Março de 2008
Vit. Setúbal vence a 1ª edição da Carlsberg Cup.



CRÓNICA:

O V. Setúbal conquistou este sábado a primeira edição da Taça da Liga. Os sadinos dobraram pela quarta vez os leões nesta época. E de uma forma que ainda não tinha acontecido. E uma forma que tem sido uma espécie de «cruz» que a equipa de Alvalade tem carregado este ano e que terminou em época pascal no calvário para os lisboetas. O Vitória ganhou a primeira Carlsberg Cup na marcação de pontapés da marca de grande penalidade.

As equipas conhecem-se bem, o figurino não surpreendeu. O Sporting, como Paulo Bento quer, a tentar ter a posse de bola para, assim, poder dominar o andamento do jogo. O Vitória a colocar como é hábito três avançados sem lugar específico a tentarem baralhar a defensiva contrária, com mais dois médios no apoio. Carvalhal gosta que a sua equipa tape, primeiro, a forma de jogar deste Sporting e, na primeira parte, isso foi tão bem conseguido, com o recuo também habitual de quatro destas unidades para ajudar Sandro na segunda linha defensiva tapando todos os caminhos aos leões, que os sadinos tinham também mais bola para atacar.

Não é que tenha havido alguma superioridade de especial de uma equipa sobre outra num primeiro tempo sem ocasiões de golo, mas o cenário era o que mais agradava ao Vitória. Deixar o Sporting sem soluções (as bolas por alto são um recurso que a baixa média de altura da equipa leonina não compensa) abria o caminho para a equipa de Setúbal jogar como tanto gosta na (contra-)resposta ou, se possível, no erro. Aos 14 minutos a água parecia encaminhar-se para o moinho sadino. Abel teve de carregar Pitbull à entrada da área para que uma perda de bola de Miguel Veloso em zona de risco não deixasse Rui Patrício com a perspectiva de ter um adversário isolado à sua frente. Sem nada para além disso, o jogo assim prosseguiu até já depois do intervalo.

Novo erro dos leões quando ainda nada tinha sido alterado por equipas ou treinadores quase deu golo ao Vitória. Um mau pontapé de Rui Patrício deu a bola aos sadinos para o contra-golpe. Veloso travou-o com falta. Pitbull marcou o livre com os leões lentos a acertarem as marcações entre a barreira e a área e a bola só foi devolvida pela base do poste, com o guardião batido. Aos 50 minutos aconteceu a primeira oportunidade de golo sem que os guarda-redes tivessem feito qualquer defesa apertada. E parece ter sido a possibilidade de ficar a perder perante uma equipa que aumenta tremendamente as hipóteses de fazer o segundo golo se marca primeiro (jogando como tanto gosta) que arrebitou os leões e os levou a imprimirem mais velocidade no jogo. A necessária para, então, «apertarem» o Vitória mais junto da sua área.

O Sporting passou a ter bem mais a bola a circular entre os passes dos seus jogadores e a equipa sadina foi obrigada a recuar a segunda linha defensiva para mais perto da sua área. O Vitória não se limitou a recuar, porém, mas o contra-golpe já era dado por sectores mais distantes entre si. Mas sem desequilíbrios de maior, a melhor ocasião dos leões aos 64 minutos (quando uma incursão de Simon na área sadina terminou com um remate do montenegrino muito perto do poste, mas que nem obrigou à defesa de Eduardo) foi ficando para trás e num «reequilíbrio de forças» caminhou-se para o final.

Um final cuja forma já estava pré-designada se não houvesse golos nos 90 minutos. A marcação de pontapés da marca de grande penalidade para que houvesse finalmente golos e houvesse também um vencedor. O Sporting ficou com o expoente máximo da época em relação ao estigma dos «penalties» sendo batido por um V. Setúbal indiferente ao modo como já vai coroando com a primeira taça de 2008 numa época em que, para si, o adversário só tem deixado marcas de boas recordações.

In: Maisfutebol



FICHA DE JOGO:
V. Setúbal: Eduardo; Janício, Robson, Auri, Jorginho, Sandro, Elias, Ricardo Chaves, Bruno Gama (Paulinho, 67 m), Cláudio Pitbull e Leandro (Filipe Gonçalves, 79 m).
Treinador: Carlos Carvalhal
Suplentes não utilizados: Milojevic; Hugo, Adalto, Bruno Ribeiro e Bruno Severino.
Disciplina: Cartão amarelo para Sandro (69 m).
Golos: Nada a assinalar.
Nos penalties, Auri, Pitbull, Elias marcaram. Jorginho e Paulinho falharam.

Sporting: Rui Patrício; Abel (Pereirinha, 63 m), Tonel, Anderson Polga, Grimi, Miguel Veloso (Adrien Silva, 79 m), João Moutinho, Izmailov, Romagnoli, Simon Vukcevic e Liedson.
Treinador: Paulo Bento
Suplentes não utilizados: Stojkovic; Gladstone, Yannick Djaló, Farnerud e Tiuí.
Disciplina: Cartão amarelo para Polga (40 m) e Miguel Veloso (49 m).
Golos: Nada a assinalar.
Nos penalties, Romagnoli e Moutinho marcaram. Polga, Liedson e Izmailov falharam.



AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "Mais uma exibição desinspirada. Num jogo em que a equipa bem precisava dele, raramente conseguiu fazer uso devido da sua velocidade para desequilibrar a forte zona central da defensiva sadina. Destoou apenas aos 52' em jogada culminada com cruzamento perigoso. Teve o mérito de transformar o penálti que lhe competia."

"No confronto entre os jogadores que mais de perto serviram os avançados, Romagnoli não ficou a ganhar a Pitbull. No plano meramente estatístico, o argentino não tem, contudo, motivos para se envergonhar. Esteve muito bem a endossar o esférico aos companheiros, embora privilegiasse o passe curto, minorando assim a margem de erro. Foi protagonista de quatro jogadas na área, contra nenhuma do adversário, mas teve um raio de acção mais reduzido, pois optou pelo lado esquerdo para a condução do ataque."

"Presente nos poucos lances de perigo em que o ataque do Sporting conseguiu criar ao longo dos 90 minutos, o argentino pareceu ter poucas pernas. Mas remou contra o cinzentismo do leão." -  in Record.

• "Procurou fazer o jogo leonino circular, mas nem sempre o conseguiu fazer da melhor forma. Raramente fez a diferença nos lances individuais, capítulo onde costuma desequilibrar, num jogo onde sobressaiu alguma fragilidade física, algo que o tornou mais vulnerável nos confrontos individuais. Num jogo sem grandes desataques, esteve em bom plano numa combinação com Vukcevic (64'), e no momento dos penáltis, sendo, juntamente com João Moutinho, dos poucos a conseguir bater Eduardo." - in O Jogo

• "Muita mobilidade e o único que pareceu capaz de desequilibrar no último terço do terreno. As suas diagonais causaram sempre muita apreensão na defesa sadina mas o argentino não conseguiu mostrar o discernimento necessário, sobretudo no último passe." - in A Bola


publicado por Filipa às 17:21
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 21 de Março de 2008
Convocados para a final da Carlsberg Cup.

É de muita confiança o discurso apresentado por técnico e jogadores leoninos, quando confrontados com o encontro de amanhã, que opõe Sporting e Vitória de Setúbal e consagrará o primeiro vencedor da Taça da Liga. Se já durante a semana Tonel e Liedson expressaram o desejo de conquistar o troféu - «Nem nos passa pela cabeça perder», disse o defesa - hoje foi a vez do treinador do Sporting e do seu capitão reforçarem essa ideia. «As finais são para ganhar», lembrou João Moutinho, enquanto Paulo Bento afirma que a final da Carlsberg Cup assume importância vital nas aspirações leoninas, e vai por isso ser encarada como se se tratasse da decisão da Liga dos Campeões. «É um objectivo traçado pelo clube desde o início, logo vamos lutar por ele até ao fim», sublinhou.

Para o decisivo encontro, Paulo Bento já pode voltar a contar com Miguel Veloso, após lesão que o afastou dos confrontos com Bolton e Nacional, Tonel e Grimi, estes dois últimos de fora do jogo com os insulares por castigo. Purovic e Derlei, lesionados, e Pedro Silva, Ronny e Celsinho, por opção, não viajam com a comitiva leonina para o Algarve, local de todas as decisões.

LISTA DE CONVOCADOS:
Guarda-redes: Stojkovic e Rui Patrício;
Defesas: Abel, Tonel, Polga, Gladstone e Grimi;
Médios: Adrien, Miguel Veloso, Moutinho, Pereirinha, Romagnoli, Farnerud, Izmailov e Vukcevic;
Avançados: Tiuí, Yannick e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 23:26
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Março de 2008
Sporting goleia Nacional (4-1) e aproxima-se do objectivo.


CRÓNICA
:
O Sporting goleou o Nacional, por 4-1, mas sofreu para impor a sua superioridade. Os leões foram dominados durante 45 minutos, com os madeirenses a conseguirem muitas oportunidades e a praticarem um futebol agradável - só se percebe que tenham o pior ataque do campeonato pelo facto de construírem ocasiões que não conseguem concretizar. No segundo tempo tudo foi diferente, bem diferente, e houve chuva de golos em Alvalade. Por pouco repetia-se o 5-1 da temporada passada. Em termos de classificação nada muda, mas esta vitória permite que os leões fiquem com os mesmos pontos que o V. Setúbal.

A primeira parte mostrou um Sporting demasiado apático, perante um Nacional mais prático, objectivo e atacante. Os leões apresentaram uma defesa «retocada», com Gladstone e Ronny a substituírem os castigados Tonel e Grimi, respectivamente. As diferenças notaram-se aí, mas não só.

Os jogadores do Nacional tinham passagem «garantida» pelas laterais. Ronny mostrou-se incapaz de travar quem subiu pelo seu flanco e pôde denotar-se algum cansaço em Abel. O central podia aproveitar para mostrar-se, mas não conseguiu convencer. Valeu Polga e Rui Patrício, na hora de negar o golo aos madeirenses.

Adrien «fez de» Miguel Veloso, que está lesionado, Pereirinha, Romagnoli e Moutinho colocaram-se nas costas de Tiuí e Liedson. Notou-se a ausência, principalmente de Vukcevic, que Paulo Bento terá tentado poupar para a final da Carlsberg Cup. O capitão jogou na esquerda a atacar e recuou para o lado do jovem Adrien Silva nos movimentos defensivos, colocando-se Romagnoli, que ontem completou 27 anos, na sua posição. Moutinho tentou apoiar o camisola 6, mas a verdade é que o movimento não resultou. Os madeirenses conseguiram ser uma equipa mais compacta e atacaram mais e melhor.

Vukcevic entrou, ao intervalo, e fez toda a diferença. A entrada de um elemento novo e também, por certo, as palavras de Paulo Bento durante a paragem do jogo, fizeram com que se visse um outro Sporting. Entrou com outra atitude e a trocar melhor a bola. De repente, o encontro estava completamente diferente daquele a que se assistiu durante a primeira parte. De repente, o marcador passou de 0-0 a 4-0.

Aos 54 minutos, Vukcevic bem tentou o remate, mas a defesa adversária negou-lhe os festejos (individuais). Pereirinha deu de calcanhar para Liedson que, de primeira, atirou para o fundo das redes da baliza de Rafael. Quatro minutos depois o Levezinho trabalhou na esquerda, tirou dois adversários da frente, e deu a Moutinho, que marcou um grande golo, num remate em arco. Mal se tinha recuperado dos festejos e Liedson faz o 3-0, aos 59 minutos.

A eficácia leonina não deu tempo para respirar nem para que o Nacional conseguisse recompor-se da avalanche de golos. Aos 63 minutos, Moutinho sofreu falta dentro da área. Romagnoli cobrou o penalty, que Rafael defendeu. Mantém-se a «maldição» das grandes penalidades. Os leões não se dão nada bem com a cobrança destes lances. O argentino saiu, nesse momento, para a entrada de Djaló, que não podia ter melhor regresso à competição. Aos 65 minutos, Moutinho sofreu novo penalty, mas o árbitro deixou seguir a partida e, enquanto outros esperavam a reacção de Cosme Machado, o camisola 20 aproveitou para fazer o 4-0. Mas os golos não ficaram por aqui. Lipatin ainda conseguiu apontar o tento de honra, aos 90 minutos.

In: Maisfutebol



FICHA DE JOGO:
Sporting: Rui Patrício; Abel, Gladstone, Polga, Ronny, Adrien Silva, Bruno Pereirinha, João Moutinho (Farnerud, 76 m), Romagnoli (Yannick Djaló, 65 m), Tiuí (Vukcevic, 45 m) e Liedson.
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Stojkovic; Pedro Silva, Izmailov e Celsinho.
Disciplina: Cartão amarelo para Polga (35 m).
Golos: Liedson (55 e 59 m), João Moutinho (58 m) e Yannick Djaló (65 m).

Nacional: Bracalli, Patacas, Ricardo Fernandes, Cardozo, Alonso, Cleber, Juliano, Edson, Felype Gabriel (Rodrigo, 66 m), Fábio Coentrão (Juninho, 66 m) e Lipatin.
Treinador: Jokanovic
Suplentes não utilizados: Belman; Adriano, João Coimbra, Felipe Lopes e Halliche.
Disciplina: Cartão amarelo para Cleber (28 m), Ricardo Fernandes (52 m), Patacas (78 m) e Cardozo (90 m).
Golos: Lipatin (90 m).



AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "O dia de aniversário não o inspirou e até uma grande penalidade falhou. Um ou outro passe apropriado não disfarçaram exibição apagada." -  in Record.

• "Das poucas unidades imaginativas na primeira parte, sendo mesmo dele o primeiro disparo leonino, aos 5'. Seis minutos volvidos, o 30 fez passe de morte que Tiuí não transformou em golo e, para não perder o mau hábito do Sporting esta época, cobrou uma grande penalidade, aos 64'… que Bracalli defendeu." - in O Jogo

• "Tinha a missão de servir o ataque. Tinha a missão de oferecer o golo aos avançados. Mas na primeira parte acabou por destacar-se apenas por um grande passe que Tiuí acabou por não aproveitar (11'). Tinha a obrigação de marcar um golo no penalty que se encarregou de... falhar. Não teve presente no dia do 27º aniversário mas, ainda assim, teve palmas dos adeptos." - in A Bola


DECLARAÇÕES NO FINAL DO JOGO:



Poucos jogadores falham um pénalti e surgem perante os jornalistas de sorriso nos lábios, a ler as mensagens no telemóvel. Mas Leandro Romagnoli fugiu à regra. Afinal, não é todos os dias que se cumprem 27 anos e o Sporting goleia por 4-1...

Marcar um golo seria a melhor prenda mas falhei a grande penalidade. Aconteceu-me a mim mas estou disponível para apontar de novo”, começou por afiançar o médio-ofensivo, acrescentando: “Bati mal o pénalti e o guarda-redes também esteve bem. O Sporting tem falhado muito? Isso acontece devido às próprias circunstâncias do jogo mas são apenas estatísticas...

Em relação à goleada, o argentino sublinhou que “foi um grande ensaio” mas deixou reparos à exibição até ao intervalo. “Na 1.ª parte, jogámos de forma mais relaxada em alguns momentos. Depois estivemos sempre melhores e não deixámos fugir a vitória”, referiu. “O porquê da instabilidade? Não tenho explicações, não temos conseguido o mesmo registo na Liga e nas taças mas vamos trabalhar”, acrescentou.

Por fim, Pipi recusou favoritismo leonino na final da Taça da Liga: “O adversário está a fazer uma excelente campanha, ganhou-nos nos últimos jogos mas queremos vencer”.

Também Paulo Bento abordou a questão «penalty falhado», defendendo o jogador e dizendo que "todos aqueles que falharam tiveram a segunda oportunidade e o Romagnoli também a terá."

Fontes: Record


INICIATIVA LEANDRO ROMAGNOLI ONLINE:



Em dia de aniversário, apenas mais uma forma de homenagear quem tudo merece.



publicado por Filipa às 21:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 17 de Março de 2008
Feliz Cumpleaños.


FELIZ CUMPLEAÑOS, ROMAGNOLI!

«Alias o génio em campo à magnitude pessoal, patente em cada palavra, em cada gesto e em cada atitude. (...)  mostraste-me que é no lutar que se alcançam as vitórias e que desistir é uma noção inexistente perante a força de vontade: fizeste das críticas mordazes o impulsionador das brilhantes exibições que, meses depois, não deixariam ninguém indiferente e foi essa a Tua maior vitória, foi essa a nossa maior vitória. a vitória de quem nunca desistiu e a de quem nunca deixou de acreditar.»


publicado por Filipa às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 16 de Março de 2008
Convocados para a recepção ao Nacional da Madeira.

O Sporting não poderá contar com Miguel Veloso, lesionado, Tonel e Grimi, castigados, para o jogo de segunda-feira, em Alvalade, frente ao Nacional, referente à 23.ª jornada da Liga portuguesa. Paulo Renato, Purovic e Derlei, lesionados, ficaram também de fora.

Para compensar as muitas ausências, Paulo Bento chamou os brasileiros Pedro Silva e Celsinho, que haviam ficado de fora da última convocatória. Destaque ainda para Izmailov, que tendo treinado condicionado nos últimos dias, faz ainda assim parte da lista de opções do técnico leonino.

LISTA DE CONVOCADOS:
Guarda-redes: Rui Patrício e Stojkovic.
Defesas: Polga, Ronny, Gladstone, Abel, Pedro Silva.
Médios: Adrien, Farnerud, Moutinho, Izmailov, Vukcevic, Pereirinha, Romagnoli e Celsinho.
Avançados: Yannick Djaló, Rodrigo Tiuí e Liedson.

O partida está então agendada para amanhã, às 19h45, com transmissão em directo e em exclusivo na SportTV1.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 22:40
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 14 de Março de 2008
Sporting elimina Bolton e segue para os quartos da UEFA.


CRÓNICA
:
O Sporting qualificou-se para os quartos-de-final da Taça UEFA após a vitória por 1-0 sobre os ingleses do Bolton. Bruno Pereirinha fez o golo, aos 85 minutos.

Não foi um grande espectáculo de futebol, mas tal não era obrigatório, já que o empate com golos trazido de Inglaterra permitia que a equipa «leonina» desse primazia ao controlo do jogo através da segurança na circulação de bola no meio-campo defensivo. Apesar deste princípio, o Vukcevic, logo no primeiro minuto, esteve perto de marcar, num livre directo, defendido dificilmente para canto pelo guarda-redes do Bolton.

Perante um adversário que utilizou o 4x3x3 na procura dos corredores para chegar à baliza de Rui Patrício – embora o perigo chegasse através dos livres para dentro da área – a equipa «verde e branca» teve paciência, nunca arriscando a descompensação defensiva no momento após da perda de bola, o que resultou na utilização preferencial do remate de fora da área, várias vezes tentado por Romagnoli, Liedson e João Moutinho.

Sem alterações na segunda parte, o Sporting voltou dos balneários novamente com mais posse de bola, mas sem conseguir entrar na grande área adversária, faltando o último passe às iniciativas atacantes.

Face às alterações introduzidas pelo treinador inglês – em busca do golo «qualificador» - o Sporting teve mais espaço no último quarto de hora e acelerou processos, através de Izmailov e Pereirinha nos corredores. Num desses lances, o Sporting chegou ao golo – num movimento «fotocopiado» do primeiro golo em Basileia – João Moutinho assistiu Pereirinha para, após ganhar espaço, rematar forte de pé esquerdo para Ali Al-Habsi. Aumentada a vantagem na eliminatória, o Sporting construiu mais oportunidades de golo, com João Moutinho, Adrien e Liedson a estar perto do segundo golo que não apareceu.

O Sporting controlou durante os 90 minutos um adversário que precisava de marcar em Alvalade para se qualificar e apenas fez três remates à baliza – nenhum na segunda parte – contra 21 da equipa «verde e branca».
O Sporting, única equipa portuguesa ainda nas competições europeias, vai agora defrontar os escoceses do Glasgow Rangers nos quartos-de-final da Taça UEFA.



FICHA DE JOGO
:
Sporting: Rui Patrício; Abel, Polga, Tonel e Grimi; João Moutinho, Izmailov (Gladstone, 84 m), Bruno Pereirinha e Romagnoli (Adrien Silva, 76 m); Liedson e Vukcevic (Rodrigo Tiuí, 66 m).
Treinador
: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Stojkovic, Ronny, Yannick Djaló e Farnerud.
Disciplina: cartão amarelo a João Moutinho (37 m).
Golo: Bruno Pereirinha (85 m).

Bolton: Ali Al –Habsi; Hunt, Cahill,Méité e Samuel; O’Brien, Guthrie, Teymourian (Braaten, 70 m), Giannakopoulos, Vaz Té e Helguson (Woolfe, 78 m).
Treinador: Gary Megson.
Suplentes não utilizados: Walker, Harsanyi, Sinclair, Sissons, Jamieson.
Disciplina: cartões amarelos a Teymourian (48 m) e Guthrie (86 m).
Golos: Nada a assinalar.



AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "Na primeira parte, o jogo ofensivo passou todo pelos pés do argentino que estava, porém, em noite desinspirada. Lento, complicativo, a errar muitos passes, não foi capaz de dar intensidade ao futebol leonino, como se pretendia para atacar a armada britânica. No remate, também não esteve bem, como comprova o lance de bom entendimento com Liedson, aos 43', mas com o 30 de Alvalade a atirar muito frouxo à baliza de Al Habsi. Na segunda parte, então, decaiu muito de produção e foi com naturalidade que acabou por ser substituído por Adrien, aos 74'. Uma substituição que mexeu no losango e fez com que o Sporting se transfigurasse para melhor." - in Record.

• "Procurou gerir o plano ofensivo dos leões, e aos 44' esteve perto do golo, numa boa combinação com Liedson, que culminou com um remate que Al-Habsi defendeu com dificuldades. Esteve particularmente rematador, nem sempre bem, mas foi na gestão da posse de bola que se notabilizou. O argentino sabe como poucos segurar o esférico, permitindo ao Sporting uma gestão mais controlada das incidências da partida." - in O Jogo

• "Demorou a entrar no jogo, a soltar-se das marcações que os ingleses lhe moveram. Fez boas combinações com Liedson, tirou várias vezes as medidas à baliza à guarda de Al-Habsi mas apenas por uma ocasião acertou no alvo, para uma defesa segura do árabe." - in A Bola


publicado por Filipa às 23:52
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Março de 2008
Convocados para a recepção ao Bolton.


O Sporting defronta esta noite os ingleses do Bolton, numa partida referente à 2ª mão dos oitavos-de-final da Taça UEFA. Os "leões" procuram segurar a vantagem conseguida no jogo em Inglaterra mas prometem, como afirmou Romagnoli em conferência de imprensa,  "jogar para ganhar".
O treinador do Sporting, Paulo Bento, desvendou ontem a lista de eleitos para esta partida. Os principais destaques são, por um lado, os regressos de Liedson e Yannick Djaló, recuperados de lesão, e a ausência de Miguel Veloso, a contas com uma mialgia na coxa esquerda. Purovic, também lesionado, é outro dos nomes que não consta no lote de convocados.
O jogo terá início pelas 20h00 e é transmitido em directo e exclusivo pela TVI.

LISTA DE CONVOCADOS:
Guarda-redes: Rui Patrício e Stojkovic;
Defesas: Polga, Ronny, Tonel, Grimi, Gladstone e Abel;
Médios: Adrien, Izamilov, Farnerud, Pereirinha, Moutinho e Romagnoli;
Avançados: Simon, Yannick, Tiuí e Liedson.

FORÇA SPORTING!



publicado por Filipa às 19:24
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Março de 2008
Romagnoli: «Não será mais fácil jogar em Alvalade que em Inglaterra»


Garantir um lugar entre os oito finalistas da Taça UEFA é o objectivo do Sporting, que esta quinta-feira defronta, em Alvalade, e com toda a garra, o Bolton, na segunda mão dos oitavos-de-final da prova europeia. E que ninguém tenha dúvidas sobre a ambição da equipa leonina, defendeu o médio Romagnoli. «O Sporting é uma equipa grande e temos de jogar para ganhar em qualquer campo. Trouxemos um bom resultado de lá [1-1], mas não podemos tomá-lo por garantido e jogar para o nulo», observou o argentino, esta quarta, na conferência de imprensa de antevisão do encontro.

A recepção ao Bolton segue-se à derrota para o campeonato em Guimarães, (má) recordação que não afectará o Sporting, garantiu Romagnoli, que, ainda assim, não espera facilidades por jogar em casa. «Com o Vitória as coisas não correram bem, no entanto, já passou, já esquecemos. Amanhã será um jogo diferente e temos consciência da importância de o vencer. Mas não será mais fácil jogar em Alvalade que em Inglaterra. O Bolton é de uma liga forte e se pensarmos que em casa vai ser mais fácil estamos enganados.» Em Manchester, os wanderers adiantaram-se no marcador e o Sporting teve de correr atrás do prejuízo. O médio espera que, desta feita, sejam os leões a escrever o guião. «Temos de ter mais a bola para que eles não joguem como na primeira mão. Sabemos que é difícil, porque no primeiro tempo não nos entendemos muito bem, apesar de na segunda parte termos melhorado», considerou.

Romagnoli reconheceu que não «estava habituado a jogar duas vezes por semana», todavia, começa a «acostumar-se» e fisicamente garantiu estar «bem». Melhor para o Sporting, que vai defrontar um Bolton em gestão de jogadores, mais preocupados que estão os ingleses com o campeonato nacional. «Não sabia que eles davam prioridade à Liga. É um assunto deles. Nós damos prioridade a tudo», realçou. Mas ao contrário do que tem sucedido nas taças, a dedicação dos leões à Bwin não tem surtido o efeito desejado. «Não encontramos explicação. Damos sempre tudo e em cada jogo do campeonato tentamos inverter as coisas. Este ano tem-nos faltado alguma sorte», finalizou Romagnoli.

in: Maisfutebol


publicado por Filipa às 22:27
link do post | comentar | favorito




Nome completo:
Leandro Atílio Romagnoli
Clube Actual:
Sporting Clube de Portugal
Posição:
Médio Ofensivo/Número 10
Data de Nascimento:
17.03.1981
Idade:
27 anos
Naturalidade:
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade:
Argentina
Altura:
1,72 cm
Peso:
61 kg

CAMPEONATOS NACIONAIS
• Torneo Clausura 2001
San Lorenzo
Argentina - 2001.

• Taça de Portugal
Sporting CP
Portugal - 2006/2007.

• Supertaça Cândido de Oliveira
Sporting CP
Portugal - 2007/2008.

• Taça de Portugal
Sporting CP
Portugal - 2007/2008.


CAMPEONATOS INTERNACIONAIS
• Mundial de sub-20
Argentina sub-20
Argentina - 2001.

• Copa Mercosur
San Lorenzo
Argentina - 2001.

• Copa Sudamericana
San Lorenzo
Argentina - 2002.


TÍTULOS INDIVIDUAIS
• Melhor Jogador do Mês
Sporting CP
Portugal - Maio de 2007.


Diego Maradona, Eu Sou El Diego:
«O rapazito fascina-me. Faltam-lhe pernas, físico, músculos, tudo, mas sobra-lhe coragem para fintar. O resto consegue-se num ginásio.»

Paulo Bento, 30 de Maio de 2007:
«Nunca tive dúvidas sobre o seu talento e qualidades: são extraordinárias. Começou bem, teve oscilações e em momentos adversos não teve capacidade para se superar. Quando regressou das férias do Natal, conseguiu juntar o talento e a qualidade a uma superior capacidade para defender. Dá-nos talento, mobilidade, descoberta de espaços para o golo, muito bom no 1x1, desequilibra e, a partir de certa altura, deixou de durar 45/60 minutos para durar o tempo todo.»


(Clique na imagem para fazer download.)


(Clique na imagem para fazer download.)

Visite o nosso canal de vídeos no youtube, onde estão reunidos golos, jogadas, declarações e outros momentos marcantes da carreira de Romagnoli, aqui.



"Tenho expectativa de jogar."
(27/12/2005)

"Quero imitar outros argentinos."
(30/12/2005)

"Espero o entendimento entre os clubes."
(06/06/2007)

"Romagnoli é muito bom jogador e muito boa pessoa."
Alberto Acosta, (30/12/2005)

"Romagnoli quer ficar no Sporting."
Marcelo Simonian, (27/12/2007)

Quedate Aqui,
27/05/2007

(clique na imagem para ver maior)

Feliz Cumpleaños,
17/03/2008

(clique na imagem para ver maior)



Liga Sagres (13ª Jornada):
Vitória de Setúbal x Sporting
Estádio do Bonfim, 03/01/2009, 20h45, RTP/SportTV1


Sporting Clube de Portugal:
Site oficial
Fórum Sporting
Leão da Estrela

Futebol:
A Bola
Record
O Jogo
Maisfutebol

Parceiros:
Flávio Meireles 26
Izmailov7
Miguel Veloso 24
Postiga The Best
Rabiola 39
Ruben Amorim
Simão Sabrosa

Este blog surgiu com o intuito de tornar mais funcional o único website português dedicado a Leandro Romagnoli, futebolista argentino do Sporting Clube de Portugal, em funcionamento desde Abril de 2007 e que dá, em Novembro do mesmo ano, lugar a um novo formato. O nosso grande e único objectivo é apoiar e homenagear aquele que é um dos mais influentes jogadores leoninos.



ARQUIVO:
2009:
Janeiro 2009

2008:
Dezembro 2008
Novembro 2008
Outubro 2008
Setembro 2008
Agosto 2008
Julho 2008
Junho 2008
Maio 2008
Abril 2008
Março 2008
Fevereiro 2008
Janeiro 2008


2007:
Dezembro 2007
Novembro 2007
Outubro 2007
Setembro 2007
Agosto 2007
Julho 2007
Anteriores a Julho 2007