Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
Derrocada em Setúbal deixa «leões» em 4º.


CRÓNICA
:
À terceira não foi de vez! O desejo de Paulo Bento não se concretizou e o Sporting voltou a perder no Bonfim (1-0). O Vitória de Setúbal é o adversário que mais dificuldades tem causado aos «leões» esta época e este domingo voltou a ser superior. O Sporting perdeu o terceiro lugar e os sadinos subiram à quinta posição.

Num jogo marcado por ausências de parte a parte foram os sadinos que mais se adaptaram às lesões e castigos. Carlos Carvalhal deu a titularidade a jogadores menos utilizados e as limitações, que deixaram o técnico sadino com apenas 16 jogadores disponíveis, foram bem disfarçadas pelas «segundas opções» no Bonfim.

Um Vitória com a táctica bem estudada anulou um Sporting que jogou de forma perdida na primeira parte. Paulo Bento poupou Romagnoli e Tiuí e deu a titularidade a Farnerud e Purovic, mas o montenegrino andou como que perdido na frente.

Os leões até fizeram a festa aos 5 minutos, mas o remate certeiro de Tonel, na recarga a uma defesa incompleta de Eduardo a um remate de Bruno Pereirinha, não valeu. Olegário Benquerença assinalou fora-de-jogo e começou nesse momento os protestos à equipa de arbitragem.

Com o Vitória a transportar bem a bola até ao ataque e a defender de forma segura desde o meio-campo, o Sporting tentou, em vão, desenvolver o jogo pelo flanco direito, entregue ao estreante Pedro Silva (primeiro jogo a titular na Liga, antes só havia jogado de início na Supertaça, em Leiria, onde se lesionou com gravidade) e a Bruno Pereirinha. O camisola 25 até foi dos mais rematadores nos primeiros 45 minutos.

Aos 18 minutos Bruno Ribeiro surpreendeu todos ao marcar o primeiro golo do jogo. O médio há muito que estava afastado das opções de Carvalhal e num remate da esquerda provou que não desapreendeu de jogar após longas semanas na bancada. É verdade que Rui Patrício ajudou à festa sadina ao deixar entrar a bola por entre as mãos. Foi um frango do jovem de 19 anos, mas Bruno Ribeiro teve mérito no remate.

O árbitro de Leiria voltou a estar no centro da polémica aos 33 minutos quando Bruno Gama caiu na área do Sporting. Os jogadores do Vitória pediram falta, mas Olegário Benquerença nada assinalou.

O Sporting foi para o intervalo a perder por 1-0, mas a desvantagem poderia ser maior não fosse a boa defesa de Patrício, aos 43 minutos, a remate de Bruno Gama. Em cima do apito para o descanso o camisola 7 dos sadinos ainda rematou ao lado do poste direito. Na segunda parte Paulo Bento recuou Bruno Pereirinha para lateral-direito (saiu Pedro Silva) e colocou Celsinho em campo. Pouco depois o brasileiro rematou na direita para as mãos de Eduardo.

Os leões entraram a pressionar na frente, melhoraram, mas no momento do remate houve muitas hesitações. Aos 57 minutos Farnerud assistiu Purovic na área e este rematou de calcanhar sem qualquer perigo. Pouco depois Paulo Bento fez entrar Tiuí (tirou Purovic). Carlos Carvalhal respondeu com Bruno Severino (saiu Leandro) e Paulinho (saiu Bruno Ribeiro).

O Vitória limitava a defender a vantagem e só a espaços jogava no meio-campo leonino, dando ao Sporting ordem para atacar. Já com Adrien em campo (saiu Farnerud, aos 73m), o Sporting esteve perto de empatar, mas Liedson rematou ao lado (77m) após passe de João Moutinho na área. Aos 80 minutos uma boa defesa de Eduardo negou o golo ao «levezinho».

Em contra-ataque Bruno Severino ainda falhou o 2-0 (82m) e na jogada seguinte foi o guardião sadino que defendeu para canto um bom remate de Moutinho, após cruzamento de Miguel Veloso.

A obrigatoriedade de vencer aumentou a pressão para o Sporting que não conseguiu ultrapassar o Vitória e voltou a perder no Bonfim. O abanar de cabeça de Miguel Veloso, mal se ouviu o apito final, era o espelho da desolação dos «leões» que voltaram a perder pontos na luta pelo segundo lugar. O Sporting voltou às derrotas e caiu para quarto lugar.

In: Maisfutebol


FICHA DE JOGO:
Vitória de Setúbal: Eduardo, Janício, Robson, Auri, Jorginho, Bruno Ribeiro (Paulinho, 68 m), Elias, Ricardo Chaves, Bruno Gama, Filipe (Hugo, 90 m) e Leandro (Bruno Severino, 60 m).
Treinador: Carlos Carvalhal.
Suplentes não utilizados: Milojevic e Kim.
Disciplina: Nada a assinalar.
Golos: Bruno Ribeiro (18 m)

Sporting: Rui Patrício, Pedro Silva (Celsinho, 45 m), Tonel, Polga, Grimi, Farnerud (Adrien, 73 m), Miguel Veloso, Pereirinha, João Moutinho, Liedson e Purovic (Tiuí, 60 m).
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Stojkovic, Gladstone, Ronny e Romagnoli.
Disciplina: Cartão amarelo a Pereirinha (70 m) e a Polga (86 m).
Golos: Nada a assinalar.


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:

• A contas com uma mialgia de esforço no adutor esquerdo, Romagnoli foi poupado por Paulo Bento neste encontro, não tendo sido utilizado embora fizesse parte dos 18 convocados para a deslocação a Setúbal.


publicado por Filipa às 22:18
link do post | comentar | favorito