Domingo, 6 de Janeiro de 2008
Tiros cruéis abateram leões (2-0).


CRÓNICA
:
No regresso do campeonato, após as mini-férias do Natal, o Sporting deslocou-se ao Estádio do Bessa. No último jogo da primeira volta da Liga, destaque para os regressos de Paulo Bento, ao banco, e de Polga, ao eixo de defesa, depois de ambos terem cumprido os respectivos castigos.

Os «leões» não entraram bem no jogo, dando a primazia da partida à equipa da casa, que foi a primeira a protagonizar uma ocasião de golo. A história da primeira parte mudou a partir dos 10 minutos, altura em que os «leões» tomaram as rédeas do jogo e começaram a procurar o golo. Mas, as coisas não correram bem no ataque, já que não foram poucas as vezes em que os «leões» foram apanhados em fora-de-jogo.

O jogador mais inconformado com o nulo no marcador foi Vuckevic, sempre muito activo na frente e no lançamento da equipa para o ataque. Os axadrezados contra a corrente do jogo inauguraram o marcador, aos 39 minutos, sem que até então Rui Patrício tivesse efectuado uma defesa. O Sporting tentou reagir e Ronny, através da marcação de um livre directo, obrigou o guarda-redes da casa a efectuar uma defesa incompleta. Até ao intervalo o resultado não sofreu alteração.

Logo a abrir o segundo tempo, Paulo Bento mexeu na equipa e fez entrar Izmailov para o lugar de Romagnoli. A partida reatou-se sob o intenso domínio dos «leões» que tudo fizeram para dar a volta ao marcador, mas tiveram pela frente um inspiradíssimo Peter Jehle. O Boavista não conseguiu dar resposta ao intenso domínio do Sporting, mas foi novamente a equipa da casa a marcar, sem que nada tivesse feito para o merecer. Os «axadrezados» apontaram o segundo golo aos 82 minutos, numa altura em que os «leões» estavam completamente balanceados no ataque.

Derrota injusta do Sporting, que foi quem mais lutou para sair de campo com os três pontos.

In: Sporting.pt



FICHA DE JOGO:
Boavista: Jehle, Gilberto, Ricardo Silva, Marcelão, Bruno Pinheiro, Diakité, Fleurival, Jorge Ribeiro (Pedro Moreira, 90 m), Zé Kalanga, Mateus (Laionel, 69 m) e Fary (Rissutt, 61 m).
Treinador: Jaime Pacheco
Suplentes não utilizados: Carlos, Hugo Monteiro, Essame e Bangoura.
Disciplina: Cartão amarelo a Bruno Pinheiro (43 m) e Fleurival (85 m)
Golos: Marcelão (39 m) e Jorge Ribeiro (82 m)

Sporting: Rui Patrício, Abel, Tonel (Pereirinha, 72 m), Polga, Ronny, Miguel Veloso, Moutinho, Vukcevic, Romagnoli (Izmailov, 45 m), Purovic (Paez, 72 m) e Liedson.
Treinador: Paulo Bento
Suplentes não utilizados: Stojkovic, Gladstone, Adrien Silva e Farnerud.
Disciplina: Cartão amarelo a João Moutinho (59 m)


AVALIAÇÕES À PRESTAÇÃO DE ROMAGNOLI:



• "As características do relvado não o favoreciam, e acabou por não voltar após o intervalo." - in O Jogo

• "O Sporting precisava de alguém que pensasse o jogo e não de um jogador que ficasse a pensar como o fazer. Saiu ao intervalo. Muito tarde, diga-se..." - in A Bola


(sentes toda a minha força?
contra tudo e contra todos, és Tu, o Melhor do Mundo.
)


publicado por Filipa às 17:05
link do post | comentar | favorito